quinta-feira, 4 de Junho de 2009

Relatório da actividade prática – Ângulo de atrito

Questão central:
Qual a influência do ângulo de atrito e da presença de água nos deslizamento dos solos?

Teoria:
Ocupação antrópica e problemas de ordenamento - Zonas de vertente

Princípios:

1- Ângulo de
atrito é a amplitude do ângulo de deslocamento dos solos. Este pode variar com a natureza dos solos ou com outras condições como a humidade (no caso concreto desta experiência).

2 - Ordenamento do território é a organização do espaço biofísico, tendo em conta a sua ocupação e utilização de acordo com as capacidades e características que apresentam.

3 - Forças de resistência são forças que se opõem ao movimento (atrito, coesão de partículas, entre outras)

4 - Zonas de vertente são zonas de instabilidade geomorfológica, que podem ter um declive mais ou menos acentuado e uma intensa acção dos agentes erosivos.

5 - Movimentos de massa são quaisquer tipos de movimentações/deslocamentos que ocorrem em zonas de vertente, de grandes volumes de materiais, solo ou substrato rochoso, devido à acção da gravidade.

Conceitos:

1- Ordenamento do território
2 - Sedimentos
3 - Zonas de vertente
4 - Movimentos de massa
5 - Gravidade
6 - Forças de resistência
7 - Ângulo de atrito
8 - Erosão

9 - Humidade (água)
10 - Tensão

Observações e Resultados:

Material Seco:

Tipo de material

Ângulo de atrito

Tempo

Areia fina

28º

10s

Areia grosseira

31º

20s

Areão

23º

5s

Calhaus

30º

2s




Distância dos materiais secos ao fundo da placa

Areia fina

25 cm

0,25 m

Areia grosseira

24,3 cm

0,243 m

Areão

25,4 cm

0,254 m

Calhaus

25,2 cm

0,252 m



Material Humedecido:

Tipo de material

Ângulo de atrito

Tempo

Areia fina

90º

Areia grosseira

90º

Areão

65º

2s

Calhaus

36º

6s



Distância dos materiais humedecidos ao fundo da placa

Areia fina

24 cm

0,24 m

Areia grosseira

25 cm

0,25 m

Areão

24,7 cm

0,247m

Calhaus

24,5 cm

0,245 m



Material Saturado:

Tipo de material

Ângulo de atrito

Tempo

Areia fina

90º

Areia grosseira

69º

4s

Areão

74º

6s

Calhaus

44º

5s



Distância dos materiais saturados ao fundo da placa

Areia fina

23,5 cm

0,235 m

Areia grosseira

23,7 cm

0,237 m

Areão

24,5 cm

0,245 m

Calhaus

21,3 cm

0,213 m



Conclusões:

Pode-se concluir que o ângulo de atrito e a presença de água nos solos contribui para o deslizamento destes. Através dos resultados obtidos, podemos afirmar que nos solos secos o ângulo de atrito e o tempo que demoram os solos a deslizar são inferiores, razão pela qual construir numa duna num deserto pode ser vista como uma ideia disparatada. Os solos húmidos, pelo contrário, oferecem maior estabilidade ao terreno.

Como observámos na nossa experiência, alguns dos materias mesmo quando atingiram os 90º de ângulo de atrito, não cederam, por isso concluímos que são mais consistentes e talvez mais seguros para a construção. Os materias saturados, por sua vez, necessitavam de um ângulo superior para ceder, mas, conforme o material, eles escorriam juntamente com a água num curto espaço de tempo. Embora seja necessário um maior ângulo de atrito, solos saturados não são apropriados para construções, uma vez que também estes cedem juntamente com a água que escorre ao longo dos terrenos abaixo deles localizados.

Imagens da actividade prática laboratorial:


Figura 1 - Areão seco




Figura 2 - Medição da distância da areia grosseira seca ao final da placa


Figura 3 - Areia fina saturada


Sem comentários: